Você não precisa saber os 200 fatores de ranqueamento do Google

Será que você consegue adequar seu site para os 200 fatores de ranqueamento do Google?

Nossa experiência diz que não, e por isso nós vamos fazer isso por você, com uma mão nas costas, outra no mouse ;-).

Você já tem um time de especialistas ao seu dispor.

Ser um time de especialistas nunca foi tão fácil, nunca foi tão simples.

Nossa galera utiliza inteligência artificial para melhor sacada no Marketing de conteúdo.

Para te ajudar, se você se interessar, criamos até um artigo com os “200 fatores de ranqueamento do Google” para te ajudar. Se você tiver muito tempo e paciência, é claro…

Se você tiver que saber o que significa tudo isso:

  1. Idade do Domínio
  2. Palavra-chave
  3. Palavras-chave como primeira palavra no domínio
  4. Duração do registro de domínio: uma patente do Google declara
  5. Palavra-chave no subdomínio
  6. Histórico do domínio
  7. Domínio de correspondência exata
  8. WhoIs públicos versus privados
  9. Penalizado WhoIs Owner
  10. Extensão do TLD do país
  11. Palavra-chave na Tag do título
  12. Tag do título Começa com a palavra-chave
  13. Tag da palavra-chave na descrição
  14. A palavra-chave aparece na tag H1
  15. TF-IDF: Uma maneira sofisticada de dizer
  16. Tamanho do conteúdo
  17. Sumário
  18. Densidade de palavras-chave
  19. Palavras-chave de indexação semântica latente em conteúdo (LSI)
  20. Palavras-chave LSI em título e descrição Tags
  21. Capas de Página Tópicos em Profundidade
  22. Page Carregando velocidade via HTML
  23. Velocidade de carregamento de páginas por meio do Google Chrome
  24. Uso de AMP
  25. Correspondência de entidades
  26. Google Hummingbird
  27. Conteúdo duplicado
  28. Rel = Canonical
  29. Otimização de imagens
  30. Recência do conteúdo
  31. Magnitude das Atualizações de Conteúdo
  32. Atualizações da Página Histórica
  33. Prominência da palavra-chave
  34. Palavra-chave em H2, H3 Tags
  35. Qualidades dos links
  36. Apontamento de links
  37. Gramática e Ortografia
  38. Conteúdo Sindicalizado
  39. Atualização para dispositivos móveis
  40. Usabilidade em dispositivos móveis
  41. Conteúdo “Oculto” no Celular
  42. “Conteúdo Complementar” Útil
  43. Conteúdo ocultos por trás de guias
  44. Número de Links de Saída
  45. Multimídia
  46. ​​Número de Links Internos Apontando para a Página
  47. Qualidade dos links internos Apontando para a página
  48. Links quebrados
  49. Nível de leitura
  50. Links de afiliados
  51. Erros de HTML / validação do W3C
  52. Autoridade do Domínio
  53. PageRank
  54. Duração do URL
  55. Caminho do URL
  56. Editores Humanos
  57. Categoria da Página
  58. Tags WordPress
  59. Palavra-chave no URL
  60. Cadeia de URL
  61. Referências e Fontes
  62. Marcadores e listas numeradas
  63. Prioridade da Página no Sitemap
  64. Demasiados links externos
  65. Quantidade de outras palavras-chave “Pontos de página para”
  66. Idade da página
  67. Layout amigável
  68. Domínios Estacionados
  69. Conteúdo útil
  70. Entre em contato conosco
  71. Confiança de Domínio / TrustRank
  72. Arquitetura do site
  73. Atualizações do site
  74. Presença do Sitemap
  75. Uptime do Site
  76. Localização do servidor
  77. Certificado SSL
  78. Termos de Serviço e Páginas de Privacidade
  79. Meta informações duplicadas no local
  80. Navegação Breadcrumb
  81. Otimização para dispositivos móveis
  82. YouTube
  83. Usabilidade do site
  84. Uso do Google Analytics e do Google Search Console
  85. Comentários de usuários / reputação do site
  86. Vinculando a idade do domínio
  87. Nº de vinculação de domínios raiz
  88. Nº de Links de IPs Separados de Classe C
  89. Nº de páginas de ligação
  90. Texto âncora do backlink
  91. Alt Tag (para Image Links)
  92. Links dos domínios .edu ou .gov
  93. Autoridade de Linking Page
  94. Autoridade do Domínio de Vinculação
  95. Links de concorrentes
  96. Links de sites “esperados”
  97. Links de Bad Bairros
  98. Publicações Convidadas
  99. Links de anúncios
  100. Autoridade da Página Inicial
  101. Links Nofollow
  102. Diversidade de Tipos de Links
  103. “Links patrocinados” ou outras palavras em torno do link
  104. Links Contextuais
  105. Excessivo 301 Redirecionamentos para a página
  106. Texto da âncora do link interno
  107. Atributo do Título do Link
  108. TLD do país de domínio de referência
  109. Localização da ligação no conteúdo
  110. Localização do link na página
  111. Vinculando Relevância de Domínio
  112. Relevância em nível de página
  113. Palavra-chave no título
  114. Velocity de Link Positivo
  115. Velocity de Link Negativo
  116. Links das páginas “Hub”
  117. Link de Sites de Autoridade
  118. Relacionado como Fonte da Wikipédia
  119. Co-Ocorrências
  120. Idade do Backlink
  121. Links de sites reais versus “Splogs”
  122. Perfil Natural Link
  123. Links Recíprocos
  124. Links de conteúdo gerados pelo usuário
  125. Links de 301
  126. Uso do Schema.org
  127. TrustRank do Linking Site
  128. Número de links de saída na página
  129. Links no Fórum
  130. Contagem de palavras de vinculação de conteúdo
  131. Qualidade de vinculação de conteúdo
  132. Links do site
  133. RankBrain
  134. Taxa de cliques orgânicos para uma palavra- chave
  135. CTR orgânica para todas as palavras – chave
  136. Taxa de rejeição
  137. Tráfego direto
  138. Repita o tráfego
  139. Pogosticking
  140. Sites bloqueados
  141. Marcadores do Google Chrome
  142. Número de Comentários
  143. Tempo de permanência
  144. A consulta merece frescor
  145. A consulta merece diversidade
  146. Histórico de Navegação do Usuário
  147. Histórico de pesquisa do usuário
  148. Snippets em destaque
  149. Segmentação geográfica
  150. Pesquisa segura
  151. Círculos do Google+
  152. Palavras-chave “YMYL”
  153. Reclamações do DMCA
  154. Pesquisas transacionais
  155. Pesquisas locais
  156. Caixa das principais histórias
  157. Grande Preferência de Marca
  158. Resultados do Shopping
  159. Resultados de imagem
  160. “Easter Egg” – Resultados
  161. Resultados de Site Único para Marcas
  162. Payday Loans Update:
  163. Texto âncora da marca
  164. Pesquisas com marca
  165. Pesquisa de palavras-chave de marca +
  166. Site tem página no Facebook e gosta
  167. Site tem perfil no Twitter com seguidores
  168. Página oficial da empresa Linkedin
  169. Autoria conhecida
  170. Legitimidade das contas de mídia social
  171. Menções à Marca nas Principais Notícias
  172. Menções de marca desvinculadas
  173. “Tijolo e Argamassa” – Localização
  174. Panda Penalty
  175. Links para bairros ruins
  176. Redirecionamentos
  177. Pop-ups ou “Anúncios de distração”
  178. Pop-ups intersticiais
  179. Otimização excessiva do site
  180. Conteúdo irrelevante
  181. Páginas de Entrada
  182. Anúncios acima da dobra
  183. Escondendo Links de Afiliados
  184. Fred
  185. Sites afiliados
  186. Conteúdo gerado automaticamente
  187. Excesso de esculturas de PageRank
  188. Endereço IP marcado como spam
  189. Meta Tag Spamming
  190. Afluxo não natural de links
  191. Penalidade Penguin
  192. Link Profile com alta “%” de links de baixa qualidade
  193. Links de sites não relacionados
  194. Links não naturais Aviso
  195. Links de Diretórios de Baixa Qualidade
  196. Widget Links
  197. Links da mesma classe C IP
  198. Texto âncora “Poison”
  199. “Unnatural Link Spike”
  200. Links de Artigos e Comunicados de Imprensa
  201. Ações manuais
  202. Vendendo Links
  203. Google Sandbox
  204. Google Dance
  205. Ferramenta Rejeitar
  206. Pedido de Reconsideração
  207. Esquemas de links temporários

Vai perder tempo e deixar o seu negócio às moscas…

 

Com a gente

Aliás são mais de 200 fatores a serem especificados e utilizados.

Faça o seu melhor. Cuide do seu empreendimento, o ranking Google deixa com a gente.

Alavanque agora o seu negócio, entre em contato.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: